×

Cao Alves e João Omar: Duo Instrumental – Ponta D’unha


O encontro dos músicos Cao Alves e João Omar, no projeto Ponta D’unha, se dá num tempo em que, depois de muitos trabalhos conjuntamente realizados desde a década de 1980, com a escrita de arranjos, apresentações com cantores e cantoras, gravações de discos de artistas, agora culmina na afinidade instrumental destes dois músicos em plena maturidade artística.

Juntos em duo de violão, ora violão e violoncelo, reúnem um repertório seleto de obras tanto originais para a formação quanto arranjos feitos por Cao Alves, em sua maioria, e por João Omar. Dentre as obras, estão no repertório a Canción de Amor, de Paco De Lucia, Círculo das Cordas, de Marco Pereira, La Vida Breve, de Manuel De Falla, Café 1930, do compositor argentino Astor Piazzolla, arranjos de músicas de Chico Buarque e Elomar Figueira. Incluem nesse trabalho também obras de suas autorias como Festa dos Bruxos (Cao Alves) e Corda Bamba (J. Omar).

Ponta D’unha é um projeto no qual João e Cao experimentam interpretações que afloram do grau de afinidade musical entre eles, que têm uma proximidade com a música popular e erudita, uma marca da trajetória artística de cada um ao longo dos anos. Neste contexto as músicas de diferentes autores mesclam nas interpretações nuanças que são próprias das culturas as quais estas se referenciam, a partir da percepção sensível e virtuosismo dos músicos, especialmente por vislumbrarem uma execução diferenciada das obras originais com referências conhecidas e pela novidade dos novos arranjos.

Os músicos destacam que o trabalho segue em construção, avançando para um outro estágio – alguns ensaios abertos, nos quais o público poderá ter uma amostra do que os músicos estão preparando. O primeiro deles acontece nessa quarta, 6, em Vitória da Conquista, entre 20 e 21 horas, num espaço do Bar e Restaurante Cinco Continentes, no bairro Candeias. Vale a pena conferir.